Published On:terça-feira, 11 de setembro de 2012
Posted by JORNAL EDUCADORA

Desentendimento em fazenda acaba com dois mortos

O crime aconteceu após um desentendimento por conta de um animal

Clique na Imagem para ampliá-la

O capataz, Carmo Casturino Machado, de 55 anos. Ele foi preso acusado de matar duas pessoas a tiros na tarde dessa terça-feira em uma fazenda em Paranhos. (Fotos: A Gazetanews)

Vilson Nascimento

Um desentendimento ocorrido em uma fazenda situada a cerca de 30 quilômetros da cidade, resultou em duas pessoas mortas a tiro na tarde dessa terça-feira, 11 de setembro, em Paranhos, na fronteira com o Paraguai.

O duplo homicídio ocorreu na Fazenda Porto Domingo, situada na região do Posto da Iagro, também conhecida como “Posto Laranjeira”, situado na Rodovia MS-295, trecho que liga Paranhos a Amambai, a cerca de 30 quilômetros da cidade, no município de Paranhos.

Segundo a Polícia Militar de Paranhos, que atendeu a ocorrência, informações levantadas dão conta que as vítimas, Devalnir Viaro, de 40 anos e Jorge Hilário, de 55 anos, realizavam trabalhos na propriedade rural quando teria se aproximado o autor, Carmo Casturino Machado, de 55 anos e acusado Devalnir de provocar maus tratos contra um animal da propriedade.

Durante a discussão, Devalnir teria relatado que quem havia maltratado o animal seria o filho de Carmo.

Revoltado com a resposta, de Devalnir, o capataz, que segundo informações repassadas para a polícia trabalha há pelo menos 18 anos com os donos da propriedade rural onde ocorreu o fato, teria sacado de um revólver calibre 38 que carregava consigo e atirado.

Segundo a polícia, primeiramente o capataz, que estava montado em um burro, teria atirando contra Devalnir Viaro, posteriormente contra seu ajudante, Jorge Hilário. Ambos acabaram morrendo no local antes mesmo de serem socorridos.

Autor foi detido por populares

De acordo com a Polícia Militar, logo após cometer o crime, Carmo Machado teria tentado fugir, mas acabou dominado e desarmado por outras pessoas que estavam na propriedade rural.

Ele, que supostamente também teria sido agredido pelos populares, foi amarrado e permaneceu detido até a chegada da Polícia Militar, que o conduziu para a Delegacia de Polícia Civil de Paranhos para ser autuado em flagrante pelo crime de duplo homicídio.

Uma equipe da Polícia Civil de Paranhos também esteve no local do crime realizando os levantamentos de praxe.

Uma das vítimas, Devalnir Viaro, é irmão do vereador e presidente da Câmara Municipal de Paranhos, Donizete Viaro (PMDB).

Donizete, que além de vereador é empresário no município, também é candidato a vice-prefeito nas eleições deste ano em Paranhos.

Fonte: A Gazeta News

About the Author

Posted by JORNAL EDUCADORA on terça-feira, setembro 11, 2012. Filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. Feel free to leave a response

By JORNAL EDUCADORA on terça-feira, setembro 11, 2012. Filed under , , , . Follow any responses to the RSS 2.0. Leave a response

0 comentários for "Desentendimento em fazenda acaba com dois mortos"

Leave a reply

DESTAQUE

Salatiel Solicita a Estado a Volta da Emissão de Carteira de Identidade no Município

Vereador Salatiel da Radio no Gabinete da Vice-Governadora Rose Modesto O vereador Salatiel da Radio encaminhou oficio a Vice-Governado...

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO