PM apreende moto com placa de veículo roubado em Sapucaia

Posted by salatiel | sexta-feira, 16 de março de 2012 | Posted in , ,

A Polícia Militar realizou a apreensão, no final da tarde dessa quinta-feira (15) em Coronel Sapucaia, fronteira com o Paraguai, de uma motocicleta com placa de outra moto com queixa de furto.De acordo com a PM, durante a checagem do veículo, uma Honda Titan 150cc, cor vermelha, que era conduzida por um adolescente paraguaio de 17 anos, os policiais descobriram, por intermédia da numeração do chassi e do motor, que a moto tinha restrição judicial na Comarca de Naviraí, possivelmente por conta de financiamento, mas a placa que estava na moto não era dela e sim de outra motocicleta com as mesmas características e com queixa de roubo.

Diante da situação o veículo foi apreendido e juntamente com o adolescente que conduzia, encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Coronel Sapucaia para serem tomadas às providências cabíveis.

Fonte: A Gazeta News  

Aventureiro treina para recorde saltando a 21.000 metros nos EUA

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in , ,

Felix Baumgartner está se preparando para quebrar recorde feito em 1960.

Salto marcado para o verão do Hemisfério Norte será de 37.000 metros.

Do G1, com agências internacionais


Durante o salto, qualquer falha na roupa, que mantém uma pressão especial, pode fazer com que o sangue se vaporize, provocando risco de morte.
Felix Baumgartner se prepara para saltar de uma altura de 21.000 metros (Foto: AP/Jay Nemeth/Red Bull Stratos)Felix Baumgartner se prepara para saltar de uma altura de 21.000 metros (Foto: AP/Jay Nemeth/Red Bull Stratos)

O aventureiro austríaco que pretende bater o recorde de altura em salto de skydivingfez na quinta-feira um salto de prática, pulando de uma altura de mais de 21.000 metros. O desafio inicial de Felix Baumgartner foi apenas para se preparar para o grande salto de 37.000 metros, marcado para o verão deste ano no Hemisfério Norte.

O skydiving é uma modalidade de esporte em que uma pessoa salta de grandes altitudes e faz manobras no ar, antes de abrir um pára-quedas. O salto de quinta foi feito sobre o Novo México, nos Estados Unidos, no primeiro voo tripulado do balão Red Bull Stratos.

A temperatura externa chega a 70 graus negativos. Ao saltar, segundo informações da Red Bull Stratos (projeto que combina patrocinador e cientistas em torno do propósito de Baumgartner), o austríaco teria atingido a velocidade de 585,7 km/h.

O recorde atual segue sem ser batido desde 1960, quando Joe Kittinger saltou de uma altura de 31.400 metros. O militar ficou em queda livre por 4,5 minutos e atingiu a incrível velocidade de 988 km/h. A velocidade do som é de pouco mais de 1.200 km/h.

Segundo as medições, a temperatura durante o salto de Kittinger também chegou a 70 graus negativos. Ele abriu o paraquedas a uma altura de 5.500 metros.

O balão Red Bull Stratos é visto subindo com o aventureiro a bordo (Foto: AP/Joerg Mitter/Red Bull Stratos)O balão Red Bull Stratos é visto subindo com o aventureiro a bordo (Foto: AP/Joerg Mitter/Red Bull Stratos)
O militar Joe Kittinger salta para o recorde em 16 de agosto de 1960 (Foto: AP/Força Aérea dos EUA)O militar Joe Kittinger salta para o recorde em 16 de agosto de 1960 (Foto: AP/Força Aérea dos EUA)

* com informações da AP e da BBC.

Agrotóxico contrabandeado abastecia produtores de MT, diz PF

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in ,

De 21 suspeitos procurados, 16 foram presos pela polícia nesta quarta.

Uma tonelada de agrotóxico foi apreendida.

Leandro J. NascimentoDo G1 MT



Mais de uma tonelada de agrotóxicos foram apreendidos (Foto: Divulgação / PF)Mais de uma tonelada de agrotóxicos foram apreendidos (Foto: Divulgação / PF)

Investigação da Polícia Federal de Mato Grosso iniciada em 2010 com objetivo de apurar denúncias relativas a falsificação, comércio e contrabando de agrotóxicos oriundos de fora do país culminou com a descoberta de um esquema criminoso administrado e gerenciado por uma quadrilha baseada em Mato Grosso. Era responsável pela importação ilegal do produto, a venda e a distribuição na própria unidade, arrecando cifras que ainda não foram levantadas.

Os mandados de prisão foram cumpridos nesta quarta-feira (14) em cidades de Mato Grosso e o interior de São Paulo. São os fabricantes, vendedores e contrabandistas. Dos 21 suspeitos apontados pela polícia como participantes do grupo, 16 foram encontrados. Quatro nos municípios do estado de São Paulo: Fernandópolis (2), Miguelópolis (1) e Ituverava (1). O procurado em Monte Aprazível foi encontrado em Mato Grosso, na cidade de Rondonópolis.

Neste estado, onde de acordo com a Polícia Federal estavam os 'mentores' do grupo, foram presas 12 pessoas em municípios como Rondonópolis, Poxoréu, Campo Verde, Primavera do Leste e Jaciara. Ainda nesta quarta-feira, a PF deu cumprimento aos 37 mandados de busca e apreensão. Três veículos, uma tonelada de agrotóxico contrabandeado e US$ 1,4 mil dólares foram apreendidos.

Dos 13 mandados de condução coercitiva - para ouvir suspeitos que não compareceram ao serem convocados - a PF cumpriu 11. Conforme explica o delegado responsável pelo caso, Bruno Costa de Toledo, em Mato Grosso estava instalada a base da quadrilha. Dois homens, irmãos e com idades entre 40 e 45 anos residentes em Rondonópolis, cidade a 218 quilômetros de Cuiabá, são suspeitos de chefiar a organização.

Segundo o delegado, eles eram responsáveis por 'arquitetar' toda movimentação dos produtos desde sua importação ilegal até a distribuição para agricultores do estado que optavam por estes agrotóxicos. A venda dos itens ocorria essencialmente em Mato Grosso.

"Os líderes em Rondonópolis tinham contato com quem fornecia o agrotóxico tanto contrabandeado quanto falsificado e forneciam para agricultores da região. Estes irmãos coordenavam a importação proibida além de esquematizarem o contrabando", destacou Toledo, ao G1. Para conseguirem agrotóxicos de fora do país, especialmente Paraguai, contatos eram feitos com uma pessoa de Mato Grosso do Sul.

Após contrabandeado, o agrotóxico seguia até seu destino final no Brasil: o estado de Mato Grosso. Era nele onde concretizavam-se as vendas. As investigações mostraram que a quadrilha atraia interessados para a compra porque oferecia os itens com preços considerados abaixo de mercado. Mas enquanto parte dos produtores adquiria o agrotóxico em sua composição 'bruta', outros que pagavam pelo mesmo item recebiam os produtos já falsificados.

"Muitas vezes esses produtos têm substâncias que causam um mal e no Brasil a comercialização é proibida. Pelo que constatamos, o uso e a distruição dos produtos ocorria em Mato Grosso", pontuou ainda o delegado da Polícia Federal.

A Polícia Federal não conseguiu calcular quantos produtores rurais do estado adquiriram agrotóxicos da quadrilha. Os demais procurados pela polícia devem ser considerados foragidos da justiça. Para o delegado, a investigação 'São Lourenço' conseguiu desarticular o comércio ilegal de agrotóxico contrabandeado no país e usado em Mato Grosso.

Para a autoridade, o fato de a quadrilha estar instalada em Mato Grosso e controlar todos os negócios ilegais pode estar associado ao fato de a unidade federada produzir volume expressivo de grãos. Mas Bruno Costa de Toledo lembra que a utilização destes produtos pode trazer prejuízos econômicos e à própria saúde humana.

"Quando se está adquirindo o produto contrabandeado, o produtor faz parte do crime", considerou o delegado.

Venda do produto
De acordo com a Polícia Federal, a quadrilha responsável pelo comércio dos agrotóxicos contrabandeados utilizava duas estratégias para conseguir introduzir o produto. Vendedores ou até mesmo os considerados 'chefes da organização' procuravam produtores e apresentavam as variedades. Primeiramente eram demonstrados os defensivos originais. Mas posteriormente, enviados produtos falsificados.

Os produtores que recebiam os itens falsos - cuja composição é alterada mediante mistura de diferentes componentes - não procuravam a polícia para denunciar o esquema porque tinham adquirido o produto de maneira ilegal.

A Polícia Federal não mensurou o volume financeiro que representa a quase uma tonelada de agrotóxico apreendida na operação. Mas algumas variedades tinham o preço do quilo avaliado em até R$ 20 mil.

Origem
As primeiras 'desconfianças' que em Mato Grosso havia comércio de produto contrabandeado começaram quando em operações a polícia conseguiu fechar fábricas e apreender materiais. Duas empresas clandestinas foram descobertas e apreendidas mais de 7 toneladas/litro de produto. Além disso, foram apreendidas diversas embalagens, rótulos e materiais utilizados na falsificação dos produtos.

Crimes
Entre os crimes aos quais devem responder os suspeitos responsáveis pela venda e falsificação estão o de formação de quadrilha, falsificação, contrabando e crime ambiental.

As penas para os envolvidos podem chegar a quatro anos de reclusão, além de multa. São cumulativas e podem chegar a mais de 15 anos de prisão, segundo a Polícia Federal.

Já os vendedores e falsificadores devem responder por formação de quadrilha, falsificação, contrabando e crime ambiental.

Polícia encontra 1 t de maconha em carro tombado em rodovia em MS

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in ,

Caso aconteceu em Coronel Sapucaia, na região de fronteira com Paraguai.

Outro veículo foi abandonado com 504 kg de maconha em Ponta Porã.

Do G1 MS


Polícia encontra 1 t de maconha em carro tombado em rodovia em MS (Foto: Dof/Divulgação)Veículo estava tombado na estrada e foi encontrado durante patrulhamento de policiais do Departamento de Operações de Fronteira (Foto: DOF /Divulgação)

Equipes do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e da Polícia Civil apreenderam um carro carregado com 1 tonelada de maconha, em flagrante ocorrido na madrugada desta quarta-feira (14), em Coronel Sapucaia, a 308 km de Campo Grande. O veículo estava tombado na estrada e foi encontrado durante patrulhamento de policiais do Dof.

Segundo a polícia, a pickup, com placas de Goiânia (GO) foi abandonada com fardos de maconha. Ninguém foi preso.

Polícia encontra 1 t de maconha em carro tombado em rodovia em MS (Foto: Dof/Divulgação)Tabletes de maconha totalizaram 1 tonelada, diz
polícia (Foto: Dof/Divulgação)

Em outro flagrante, no mesmo dia, a Polícia Militar de Ponta Porã, a 346 km de Campo Grande, encontrou 540 quilos de maconha, também em um veículo abandonado, na MS-164. Segundo a polícia, os ocupantes deixaram o carro no local quando viram a barreira policial e fugiram em direção a fronteira com Paraguai.

A droga estava em sacos de nylon. O carro tinha registro de furto em Goiânia (GO). Os ocupantes do veículo ainda não foram identificados ou localizados.

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
Juntos Por Sete Quedas - Salatiel Da Rádio Acompanha Construção de Moradias Em Sete Quedas

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO