FPF suspende árbitros que teriam apitado de ressaca jogo da Série A-3

Posted by JORNAL EDUCADORA | quinta-feira, 12 de abril de 2012 | Posted in , ,

Presidente da Comissão de Arbitragem nega que juízes e assistentes tenham trabalhado bêbado, mas os pune por má conduta profissional

Por GLOBOESPORTE.COMSão Paulo

Comente agora

Uma noitada do árbitro José Roberto Marques e dos assistentes Marcos Sehnem e Bruno Silva de Jesus deixou uma dor de cabeça por muito tempo. No começo de março, o trio de arbitragem foi acusado pela diretoria do Batatais-SP de ter passado a madrugada em uma boate na véspera do confronto entre o time e o Inter de Bebedouro, que teve início às 10h do dia 11 de março, pela Série A-3 do Campeonato Paulista. Eles já haviam sido afastados pela Comissão de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol) e, nesta semana, foram suspensos pela federação por má conduta profissional.

José Roberto Marques tomou um gancho de seis meses, enquanto os dois assistentes ficarão de molho por três meses. O árbitro e os assistentes foram flagrados por câmeras de segurança de um posto de combustíveis, no centro de Batatais, comprando bebidas alcoólicas.

– O árbitro (José Roberto Marques) chegou desesperado no estádio, alegando muita dor de cabeça e pedindo remédio. Achei estranho porque ele pediu mais de 20 copos d’água. Depois chegou um torcedor nosso e disse que o encontrou em uma boate durante a noite. Ele estava muito mal, estranho, apitou o jogo de ressaca mesmo – disse Luis Antonio de Oliveira, diretor de futebol do Batatais.

Árbitro José Roberto Marques apitou Batatais x Inter de Bebedouro no dia 11 de março (Foto: Rogério Moroti/Divulgação)Árbitro José Roberto Marques pegou gancho de seis meses (Foto: Rogério Moroti/Divulgação)

O presidente da Comissão de Arbitragem da FPF, Marcos Marinho, nega que o juiz tenha apitado bêbado, mas confirma a existência das imagens.

– Eles não conseguiriam apitar bêbados uma partida com uma “lua” das 10h da manhã. Ninguém consegue. Eles foram punidos porque descumpriram com nossas orientações de conduta. Quando uma partida é realizada longe da capital, os árbitros têm de pernoitar na cidade e dormir cedo para estarem bem dispostos na hora do jogo, o que não aconteceu – disse Marinho.

Batatais, local do jogo, fica a 353km de São Paulo. Na ocasião, o anfitrião e “delator” venceu por 5 a 1, e a partida transcorreu naturalmente. Apesar da punição, Marcos Marinho afirma que o desempenho do trio de arbitragem não foi prejudicado.

– Nossos analistas assistiram por várias vezes aos 90 minutos daquele jogo e não constataram nenhum erro, mas eles são figuras de autoridade e precisam ter uma conduta condizente, por isso, foram punidos.

EM BREVE NOVO COLUNISTA

Posted by salatiel | | Posted in

Em Breve novo Colunista estréia neste espaço.
Aguardem....

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO