Sete Quedas sedia etapa de Velocross dias 29 e 30 ; Letícia Izabelle

Posted by JORNAL EDUCADORA | quarta-feira, 12 de setembro de 2012 | Posted in , , ,

A competição terá provas em nove categorias no Velocross e duas no Quadriciclo
Clique na Imagem para ampliá-la

A piloto setequedense, Letícia Izabelle, destaque estadual no Velocross, é presença garantida na prova. (Fotos: Vilson Nascimento/Arquivo)

Vilson Nascimento

Tradicional no motociclismo sul-matogrossense pelo show de organização e nível técnico dos eventos que realiza, o município de Sete Quedas vai voltar a ser sede da velocidade sob duas rodas nos dia 29 e 30 de setembro, um sábado e um domingo.

Com respaldo da Prefeitura, da Câmara Municipal local e do comércio e da indústria do município, o Motoclube Sete Quedas vai sediar a 6ª etapa da Copa Este Protork de Velocross, competição tradicional do país vizinho, Paraguai, que conta com a participação de pilotos do Paraguai, do Mato Grosso do Sul e do Paraná, no Brasil.

De acordo com o presidente do Motoclube Sete Quedas, Adão Sílvio, a competição terá provas em nove categorias no Velocross, 50cc, 65cc, VX Júnior, VX 1, 2 e 3, 180/200cc, 230cc e força livre, e duas na modalidade de “Quadriciclo”, que serão disputadas nas categorias, masculina e feminina.

Segundo a organização da prova, no sábado, dia 29 de setembro, acontecerão os treinos livres e no domingo, a partir das 12h será dada a largada da primeira bateria da competição internacional.

Fonte: A Gazeta News

Deputado quer intervenção federal em Paranhos

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in , ,


Índios (DIVULGAÇÃO)
Ex-presidente do CDDH (Centro de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos) "Marçal de Souza Tupã-I" (1988-1997), o deputado estadual Pedro Kemp (PT) defendeu nesta terça-feira (11/9) uma intervenção para proporcionar segurança à área indígena Arroyo Corá, nas fazendas Shekinah e Campina, em Paranhos (região Sul do Estado, divisa com o Paraguai).

A área ontem foi palco de um novo conflito entre pistoleiros e indígenas da etnia Guarani Kaiowá. “O conflito está acontecendo e a cada dia aumenta mais a insegurança”, disse o parlamentar.

Kemp contou que uma comissão do governo federal virá a Mato Grosso do Sul, talvez ainda em setembro, para debater soluções e evitar que os conflitos continuem acontecendo.

O deputado Zé Teixeira (DEM) também defende que seja tomada uma medida séria, que resolva a situação. Representante da classe ruralista, ele afirmou ainda que os indígenas precisam respeitar a Constituição e não invadir as propriedades particulares. “Tem que dar um basta a essas invasões”, ressaltou.

O CONFRONTO
Segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), cerca de 30 homens armados sitiaram o acampamento indígena, destruíram os barracos e roubaram os pertences das famílias desabrigadas.

Esse ataque foi o segundo em menos de duas semanas no mesmo local, e o quarto desde a ocupação (ou invasão) dos indígenas, no dia 16 de agosto. Em um dos conflitos, um acidente levou um bebê à morte. Outro guarani kaiowá permanece desaparecido.

Fonte: Midiamax News

Advogado diz que Itaquiraí está sem justiça

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in ,


Rua de Itaquiraí (FOTO - OAB)
Itaquiraí passa por caos no poder judiciário, segundo denúncia que chegou à Oordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS) através do “Reclame Aqui”. A cidade está sem juiz, delegado, promotor de Justiça, defensor público e conta apenas com dois servidores no Fórum. A informação é confirmada pelo advogado Nelson de Miranda, “em casos de urgência, como habeas corpus, a gente tem que sair correndo para Naviraí porque se não o cliente continua preso”.

O juiz responsável pela cidade foi promovido em dezembro passado e desde então não foi lotado um substituto. O delegado da Polícia Civil faleceu em junho e ainda não houve transferência de outra autoridade. Ainda segundo a denúncia, não há defensor público e a promotora substituta está com gravidez de risco e não pode continuar o atendimento.

“Vinha um juiz de El Dorado a cada 15 dias para atender as urgências, mas ele entrou de férias e estamos sem o magistrado. É preciso resolver logo, pois o advogado não tem como trabalhar. Tenho um processo de pensão alimentícia e não consigo dar andamento”, comentou Miranda. Ainda de acordo com o advogado, uma das servidoras do Fórum de Itaquiraí também está grávida e irá tirar licença em breve.

A OAB-MS já está tomando providências para auxiliar os advogados de Itaquiraí. As denúncias devem ser realizadas pelo “Reclame Aqui”, através da ferramenta, as denúncias chegam ao conhecimento da Seccional que toma providências, que vão desde comunicado ao órgão até abertura de processo administrativo. A Ordem ainda tem a preocupação de informar ao denunciante periodicamente o andamento de suas reclamações.

EXTRAÍDO DO SITE DA OAB

Fonte: Sulnews

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO