Published On:sexta-feira, 5 de abril de 2013
Posted by salatiel

PC de Paranhos Investiga Exercício Ilegal da Medicina no Município

Baixe pc Paranhos.jpg (412,5 KB)A Polícia Civil de Paranhos, através do Delegado de Polícia Rinaldo Moreira está investigando crimes de Falsidade Ideológica e Exercício Ilegal da Medicina ocorridos no município. Segundo se investiga, um Pastor Evangélico e um então estudante de Medicina, teriam atendido várias pessoas em uma ONG denominada “Casa de Davi”, localizada em Paranhos. Várias pessoas estão sendo ouvidas, entre elas pessoas que foram atraídas pela voluntariedade da Associação de Dedicação e Assistência Voluntária à Infância e Adolescência – Casa de Davi, quando no ano passado, em finais de semana, tais pessoas agiam como médicos, junto a um médico que fazia parceria com a ONG. Segundo testemunhas e cópias de receitas confeccionadas com timbre da Casa de Davi e receitas controladas trazidas pelo médico oficial da Secretaria de Saúde de Angélica/MS, juntados no Inquérito Policial, o pastor Luiz Odenil de Souza e o estudante de medicina na época Luciano Wagner Rodrigues, faziam pré-atendimentos e atendimentos que deveriam ser feitos por médicos ou enfermeiros, aferindo pressões arteriais, exames biométricos, prescrevendo receitas, além de visitas residenciais feitas pelo pastor nas casas dos atendidos, quando novamente fazia os trabalhos de medicina ou enfermagem, inclusive ministrando remédios a pacientes, havendo informações de que alguns pacientes recoerreram a centros de saúde por motivos de alm atendimento ou atendimento insatisfatórios pelos pelos investigados. Segundo o delegado Rinaldo Moreira, ambos também estão sendo investigados por Falsidade Ideológica, haja vista várias receitas com assinaturas divergentes ou falsificadas, no carimbo do médico Vicente Jonas Araújo Maciel, que mantinha parceria com a ONG. Segundo ainda a Autoridade Policial, a justificativa dos investigados não os exclui da responsabilidade criminal, haja vista legislação específica que determina que para qualquer atendimento médico praticado por aluno de medicina, ainda que de forma gratuita, deve ser feita através de convênio entre a Instituição de Ensino Superior (IES), com a presença do preceptor (médico) responsável, com a Entidade de Saúde, o que não é o caso da ONG investigada e ainda, deve o aluno informar sua condição de estudante de medicina. Várias diligências ainda estão para serem feitas, como para se saber sobre quantos medicamentos foram entregues através dos meios fraudulentos junto aos órgãos públicos de saúde entre outras. Os crimes de Exercício Ilegal da Medicina e Falsidade Ideológica podem chegar até 5 anos de prisão.

About the Author

Posted by salatiel on sexta-feira, abril 05, 2013. Filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. Feel free to leave a response

By salatiel on sexta-feira, abril 05, 2013. Filed under , , , . Follow any responses to the RSS 2.0. Leave a response

1 comentários for "PC de Paranhos Investiga Exercício Ilegal da Medicina no Município"

  1. "Pastor" será q é mesmo , creio q não é pq um Pastor deve primeiramente ser exemplo de vida em todos os aspectos , conhecer da palavra de Deus e viver de acordo com ela .O referido "pastor" deveria estar orando ,ensinando e poderia no máximo cobrar das autoridades competentes o atendimento á essas pessoas .

Leave a reply

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Salatiel Acompanha Obra que Finaliza 100% de Pavimentação no Jardim Carimbó

O Vereador Salatiel da Rádio, esteve visitando as obras de pavimentação asfáltica que estão em andamento no Jardim Ca...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO