Published On:quinta-feira, 1 de agosto de 2013
Posted by JORNAL EDUCADORA

Condenada por latrocínio em SP é presa por tráfico em Paranhos


Cilceli Siqueira Morais, 29 anos está condenada a mais de 20 anos de prisão sob acusação de matar para roubar, segundo a Polícia Civil


Clique na Imagem para ampliá-la
A droga encontrada em poder da dupla. (Fotos: Divulgação)
Vilson Nascimento
Através de trabalho de investigação uma equipe da Polícia Civil de Paranhos, sob coordenação do delegado, Dr. Rinaldo Moreira, prendeu, na cidade da fronteira com o Paraguai, uma mulher condenada a mais de 20 anos de prisão pelo crime de latrocínio, ou seja, matar para roubar, no estado de São Paulo.
As investigações que resultaram a prisão na acusada de latrocínio, Cilceli Siqueira Morais, 29 anos e de outra mulher que estava em sua companhia, Adriana de Albuquerque Branco, de 35 anos, ambas moradoras no estado de São Paulo, tiveram início após um pai procurar a Polícia Civil e denunciar atitudes suspeitas de seu filho, um adolescente residente na cidade de Tacuru.
Segundo o delegado que comandou as investigações do caso, Dr. Rinaldo Moreira, que é titular na Delegacia de Sete Quedas, mas também responde pela Polícia Civil de Paranhos, o pai relatou que seu filho realizada frequentes viagens entre Tacuru e Paranhos e também até a cidade paraguaia de Ypêjhú, que faz divisa com Paranhos no Brasil e tais viagens seriam sem motivos aparentes.
De posse das informações, Dr. Rinaldo orientou a equipe de investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Paranhos a fazer o monitoramento do jovem durante esses deslocamentos, já que as suspeitas eram que ele estaria servindo de uma espécie de “guia” para traficantes que vinham de outras regiões do País para buscar drogas no Paraguai.
Nessa quarta-feira, 31 de julho, após notar que o jovem havia embarcado em um ônibus que fazia linha entre Paranhos e Naviraí, passando por Tacuru, os policiais resolveram agir e abordar o coletivo.
Segundo a Polícia Civil, ao vistoriar os pertences do jovem, durante a abordagem, nada foi encontrado.
Já na bagagem de duas passageiras que dividiam a mesma poltrona no ônibus e que tinham como destino a mesma cidade, no estado de São Paulo, os policiais encontraram 51 tijolos (tabletes) de maconha prensados que depois de pesados, totalizaram 23 quilos da droga.
Segundo o delegado encarregado pelo caso, no ato da descoberta do entorpecente, Cilceli Morais, que estava de posse de uma identidade falsa, fazendo se passar por outra pessoa, teria tentado assumir sozinha o tráfico de drogas, alegando que sua companheira de poltrona, apesar de todas as evidências, não sabia da existência da droga.
Segundo Dr. Rinaldo, as duas mulheres foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e estão recolhidas na cadeia pública de Sete Quedas, sede da Comarca a qual o município de Paranhos pertence.
Fonte: A Gazeta News 

About the Author

Posted by JORNAL EDUCADORA on quinta-feira, agosto 01, 2013. Filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. Feel free to leave a response

By JORNAL EDUCADORA on quinta-feira, agosto 01, 2013. Filed under , , , , . Follow any responses to the RSS 2.0. Leave a response

0 comentários for "Condenada por latrocínio em SP é presa por tráfico em Paranhos"

Leave a reply

DESTAQUE

Salatiel Solicita a Estado a Volta da Emissão de Carteira de Identidade no Município

Vereador Salatiel da Radio no Gabinete da Vice-Governadora Rose Modesto O vereador Salatiel da Radio encaminhou oficio a Vice-Governado...

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO