Dona de Loja é Condenada Por Chamar Cliente de "Idiota"

Posted by salatiel assis | quarta-feira, 14 de novembro de 2018 | Posted in , ,


Proprietária da loja Cooperativa da 
Moda, Marilene Murad Sghir, foi 
condenadas a pagar R$ 6 mil de 
indenização a uma cliente que foi 
ofendida por ter desistido da compra.
 Decisão é da 13ª Vara Cível de Campo
 Grande.
Conforme o processo, a cliente foi até 
a loja, localizada na avenida Calógeras,
 no dia 1º de dezembro de 2014, para 
consultar preços de roupas infantis, 
sendo informada que havia conjuntos que custavam R$ 13.
A cliente escolheu algumas peças e se dirigiu até o caixa para efetuar o 
pagamento, quando foi informada por Marilene que o preço de R$ 13 
era por peça, e não pelo conjunto. Por conta da informação equivocada,
 a mulher agradeceu o atendimento, mas disse que não levaria as peças.
Após informar a desistência, a proprietária da loja passou a ofender a 
cliente, com palavras de baixo calão, além de empurrar a mulher para 
fora da loja, dizendo "idiota, ridícula, some da minha loja, você está 
atrapalhando o nosso trabalho", em alto tom de voz, causando 
constrangimento à cliente, que foi amparada por uma pessoa 
desconhecida que passava pela rua.
Em sua contestação durante o processo, a dona da loja alegou que 
explicou educadamente para a cliente sobre o custo das peças e que a 
mulher é quem teria começado a proferir ofensas e, por este motivo, 
foi solicitado que ela se retirasse da loja. A proprietária da Cooperativa
 da Moda afirmou ainda que a reclamação da cliente, que registrou 
boletim de ocorrência, causou várias agressões à ela pelas redes sociais 
e, por conta disso, também ajuizou ação contra a cliente por dano moral.
O juiz Alexandre Corrêa Leite disse que a ré não comprovou suas alegações
 e uma testemunha ouvida em juízo narrou que viu a acusada empurrando a
 cliente para fora da loja e resolveu intervir em favor dela, no entanto, 
também foi muito xingada pela mulher.
Além disso, em consulta ao Sistema de Automação da Justiça (SAJ), o 
magistrado observou que há vários processos contra Marilene pelo mesmo 
fato, ter proferido palavras de baixo calão contra os clientes, já tendo sido 
condenada em duas ações.
"É inquestionável a ofensa aos direitos da personalidade da autora, relativos
 à sua honra, dignidade e imagem. Não é difícil imaginar a sensação de 
impotência, revolta, tristeza, raiva e toda sorte de sentimentos negativos pela
 autora, ao se ver agredida verbal e fisicamente pela ré, na presença de 
clientes e funcionários, apenas por ter desistido de adquirir os produtos da 
loja”, disse o juiz em sua decisão, condenando a proprietária a indenizar a 
cliente.

Homem Mata Mãe Idosa Em Discussão Por Celular

Posted by salatiel assis | | Posted in , ,








Um crime acontecido na madrugada desta quarta-feira (7), na Rua Jaru, 
bairro Jardim São Conrado, em Campo Grande, chocou a população pela
 crueldade. Edson Rodrigues Antunes matou a mãe, uma idosa de 77 anos,
 com várias facadas, em razão de uma discussão por causa de um aparelho
 celular. 
Logo depois do assassinato, o autor que é diagnosticado com esquizofrênia
 e usuário de drogas, foi até a casa da irmã que mora no mesmo bairro e 
contou ao cunhado que matou a genitora.
A Polícia Militar  e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) 
foram acionados  e quando chegaram ao local, a vítima já estava morta. 
O cabo da PM, Anderson Honório dos Santos, contou que o crime 
provavelmente aconteceu na madrugada e foram encontradas três facas 
com resíduos de sangue. Além disso, o autor matou o cachorro da família
 que tentou defender a dona, no momento da agressão.
A equipe do Correio do Estado conversou com os vizinhos, que preferiram
 não se identificar, mas, alegaram ser frequente a ocorrência de brigas entre
 mãe e filho. No entanto, quando questionados sobre pedidos de socorro, 
dois vizinhos disseram que só ouviram discussões na noite de ontem (6).
Confirmando a situação de risco da idosa, os Policiais Militares verificaram
 pelo sistema que outras equipes já atenderam chamados por brigas na 
residência. 

Salatiel Faz Apelo a Reinaldo: O Conesul Precisa da Deputada Mara Na Assembleia

Posted by salatiel assis | segunda-feira, 5 de novembro de 2018 | Posted in , ,


O vereador Salatiel da Radio, usou a  tribuna na ultima sessão da Câmara de Sete Quedas para agradecer a comunidade pela expressiva votação que o Governador Reinaldo Azambuja no município, onde o mesmo atingiu aproximadamente 75% dos votos.

“Tivemos a alegria de participar desse ato democrático ontem, que nos trará muitas melhorias para nosso Estado e para nossa cidade. Com essa vitória expressiva com aproximadamente 75% do votos. Esperamos que o Governador saiba reconhecer com investimentos e melhorias para nosso município” disse em seu pronunciamento.

Em Sete Quedas no primeiro turno Reinaldo obteve 71% dos votos e no Segundo aproximadamente 75%, a terceira maior votação no estado, perdendo somente para Japora com 78% e Taquarussu com 77%. Em uma união inédita de praticamente todos os grupos políticos do município, incluindo Prefeito, vice e os 9 vereadores.

O vereador aproveitou para fazer um apelo ao Governador, para que possa conseguir uma vaga na Assembleia para a Deputada Mara Caseiro, que não se elegeu mas ficou como primeira Suplente.

“Estou mais feliz ainda, pois vejo a possibilidade de que com a vitória do governador, a nossa deputada Mara Caseiro venha assumir uma cadeira na Assembleia. Estaremos articulando junto as lideranças do Conesul a necessidade de termos a Deputada na Assembleia. Uma guerreira que sempre lutou em prol dos municípios do conesul. O Governador poderia dar uma oportunidade para que a Mara assuma uma vaga, convidando algum deputado eleito para uma Secretaria de Governo. Temos a convicção que o estado precisa de pessoas como a Deputada Mara na Assembleia” finalizou o vereador em sua fala na tribuna da Câmara de Sete Quedas.

Setequedense Carlos Eduardo é o Primeiro Campeão da Historia de Velocross do Paraguai

Posted by salatiel assis | | Posted in , , ,



Carlos Eduardo Franco é o primeiro campeão da história do Campeonato Paraguaio
de Velocross, que teve sua estreia neste ano de 2018. E não foi apenas um título,
o piloto que representa a Pro Tork garantiu logo três, todos antecipados. A penúltima
 etapa aconteceu no fim de semana, dias 3 e 4 de novembro, em Cedrales.

O sul-mato-grossense chegou ao evento com 29 pontos de vantagem na categoria
VX1, 21 na VX2 e 27 na Força Livre Nacional. Mesmo assim, optou por manter a 
agressividade  na pista, vencendo todas as corridas de ponta a ponta, sem dar a
 menor chance aos adversários.

Seu desempenho foi bastante comemorado. “A sensação é de dever cumprido. No fim
de semana anterior também me consagrei campeão antecipado das classes MX1 e
MX2 do Paraguaio de Motocross. Conquistei todos os objetivos traçados com a equipe,
 estou muito feliz”, afirma.

Agora, ele levará os treinos de maneira tranquila. O Paraguaio de Velocross tem sua
final agendada para 8 e 9 de dezembro, em Obligado. Já o Paraguaio de Motocross
encerra antes, nos dias 24 e 25 deste mês, em Hernandarias. A expectativa do piloto
 é de alinhar no gate e se divertir.

A Pro Tork Racing Team tem o apoio da Motul e da NOS Energy Drink.

Homem é Arrancado e Levado de Caixão Por Divida

Posted by salatiel assis | | Posted in , , ,




O funeral de um homem em Greater Accra, região ao sul de Gana, foi interrompido brutalmente, diante da família do morto. Dois sujeitos invadiram o local, ordenaram a parentes e coveiros para se afastarem. 

Sem cerimônia e berrando palavrões contra os familiares do defunto, a dupla, que trabalha no necrotério, abriu o caixão, retirou o cadáver e deixou o cemitério carregando o morto nos braços. 

Motivo: a família não tinha acertado a grana pela roupa do homem que morreu. O corpo só seria devolvido, avisaram, se a dívida fosse paga. A dívida, de acordo com informações do jornal Citi News, era de 150 cedi ganenses, o equivalente a pouco mais de R$ 100.

Segundo informações a família de luto decidiu não pagar à vista pela roupa do morto. Mesmo assim, conseguiram as peças do vestuário com um funcionário do necrotério. Um agente funerário, que não teve o nome informado, afirmou que a família prometera pagar pela roupa do morto, após adiar o pagamento pelo terno, calça e sapatos, os homens, donos do lugar, foram até o funeral e retiraram o cadáver do caixão, sob olhares de espanto e terror dos presentes à cerimônia.

Havia muitas pessoas Cemitério para homenagear o morto, cujo nome não foi divulgado pelos jornais de Gana. Os dois comerciantes do necrotério chegaram ao local, segundo os presentes, esbravejando. Ameaçaram parentes e amigos do morto. A multidão que acompanhava o enterro gritava desesperada para que os dois sujeitos devolvessem o corpo.

Ainda berrando contra familiares e amigos, os dois deixaram o cemitério dizendo que só devolveriam o cadáver se pagassem a quantia referente ao valor da roupa do defunto.

Foram avisados mais uma vez: "Vocês terão seu morto de volta se pagarem o que devem".

A família alegava que não tinha como pagar o valor pedido pelos vendedores da roupa do morto.

Dois dias após a invasão e o episódio tenebroso, os parentes finalmente entraram em acordo com os comerciantes de roupa para mortos. Diminuíram preço para 100 cedi (cerca de R$ 66). 

O corpo foi então devolvido para a família poder sepultá-lo, num novo funeral. A família diz que vai processar a dupla que violou o caixão dentro do cemitério.

 


Após Reunião com Bolsonaro, Moro é Confirmado Ministro da Justiça

Posted by salatiel assis | quinta-feira, 1 de novembro de 2018 | Posted in , ,

Sergio Moro é responsável pelos processo da Lava Jato no ParanáO juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Criminal de Curitiba (PR), aceitou nesta quinta-feira (1º) o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para ser ministro da Justiça e da Segurança Pública a partir de 2019.
Moro e Bolsonaro selaram a decisão hoje após reunião de uma hora e meia na casa do presidente eleito na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.
Perfil: novo ministro da Justiça é símbolo da Lava Jato
"Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite", informou Moro em nota divulgada à imprensa (leia a nota completa ao final).
No Twitter, Bolsonaro confirmou a decisão:
"O juiz federal Sérgio Moro aceitou nosso convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte!", escreveu o presidente eleito.
O Ministério da Justiça deve se unir à pasta da Segurança Pública, criada na gestão do presidente Michel Temer com foco específico no combate à criminalidade.
Veja a nota completa de Moro:
"Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes. Curitiba, 01 de novembro de 2018. Sergio Fernando Moro".

Salatiel Agradece Administração Por Atender Sua Solicitação Em Posto de Saúde

Posted by salatiel assis | terça-feira, 30 de outubro de 2018 | Posted in , , , , ,



O Vereador Salatiel da Rádio Agradeceu a Administração Municipal, que através do Prefeito Chico Pirolli atendeu sua solicitação que pedia a construção de Banco e Cobertura para os Pacientes que frequentam o Posto de Saúde Faixão/Vila da Marias.  

"Gostaria de agradecer o Prefeito Chico Pirolli, que através do Departamento de Obras atendeu meu pedido, vendo a necessidade de uma melhor comodidade aos frequentadores do Posto em virtude de atendimento médico. Muitos idosos, e mulheres com criança de colo, ficam por ali por um bom tempo aguardando a abertura da Unidade de Saúde, e permanecem em pé, principalmente no horário de almoço, quando o sol é mais quente, muitas vezes sentados no chão, ou emprestavam cadeiras dos moradores da vizinhança. Agora terão local para sentar e se abrigar. Teremos Banco e Cobertura para abrigar os frequentadores" disse o vereador ao visitar a obra que já esta em andamento.

“No local há uma cobertura na portaria, mas não existe local para que os mesmos possam sentar e aguardar. Senti a necessidade da construção de um banco com cobertura, para que os mesmos possam aguardar abertura do posto” disse o vereador em sua justificativa para o projeto.

A indicação foi apresentada pelo vereador e aprovada por unanimidade. Segundo o vereador essa solicitação vem de anseio ao desejo dos moradores que utilizam aquela unidade de saúde e necessitam de um local com comodidade para aguardar a abertura do Posto. 





O vereador esteve por diversas vezes no local acompanhando o dia a dia dos frequentadores do posto e observou a necessidade do projeto e que no local há um espaço que seria bem propicio para construção do abrigo.

“Estive por varias vezes ali no local, pude observar a presença de muitas pessoas no local, pois o posto abre as 13hs e muitos já estão por lá desde as 11hs para pegar as senhas de atendimento. Mas acredito que esse projeto ira beneficiar muito os usuários” finalizou.

Reinaldo Azambuja é Reeleito Governador do Estado de MS

Posted by salatiel assis | segunda-feira, 29 de outubro de 2018 | Posted in , , ,















Reinaldo Azambuja (PSDB), reeleito governador de Mato Grosso do Sul 
comemora a vitória no comitê do partido localizado na Avenida Marechal 
Deodoro, em Campo Grande. “Vou trabalhar dobrado em 2019” garantiu o 
governador reeleito.
Com festa junto do partido, Azambuja disse que a campanha foi complicada
 devido às denúncias e ataques que sofreu. “A nossa campanha foi difícil, mas
 graças a Deus consegui sair inocente de todas as calúnias”, disse.
De acordo com o governador, os próximos passos é regionalizar a saúde e colocar
 em prática novos planos de governo.
APURAÇÃO DOS VOTOS
Reeleito governador de Mato Grosso do Sul com 52,35% (677.310) dos votos 
válidos, Reinaldo Azambuja (PSDB) foi o mais votado em três dos cinco 
maiores municípios do Estado - Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã.
O tucano fez 53,11% dos votos válidos na Capital, equivalentes a 243.742 
eleitores. Derrotado, Juiz Odilon (PDT) ficou com 46,89%, ou 215.193 votos.
Azambuja conquistou 52,01% dos votos válidos em Corumbá, que correspondem
 a 23.744 pessoas. Já o juiz federal aposentado terminou com 47,99% da preferência na cidade pantaneira, com 21.909 eleitores.
Já no município de Ponta Porã, o tucano conseguiu 56,46%, equivalentes a 
23.496 votantes. Na mesma cidade, Juiz Odilon acabou com 43,54% da 
preferência, ou 18.116 votos.
Reeleito governador de Mato Grosso do Sul com 52,35% (677.310) dos votos 
válidos, Reinaldo Azambuja (PSDB) foi o mais votado em 56 dos 79 municípios.
 O tucano teve a preferência de 70,9% das cidades.
Azambuja fez 53,11% (243.742) dos votos válidos no maior colégio eleitoral do 
Estado, Campo Grande.
O tucano levou a melhor também em Corumbá (52,01%, 23.744 votos) e em 
Ponta Porã (56,46%, 23.496 votos). O município em que Azambuja venceu 
com maior vantagem porcentual foi Japorã, com 78,75% (2.901).
Juiz Odilon (PDT), derrotado com 47,65% dos votos válidos (616.422) do 
Estado, venceu o adversário em 23 municípios – 29,1% do total de cidades. 
O juiz federal aposentado foi preferido em Dourados (50,54%, 55.231 votos) 
e Três Lagoas (56,44%, 27.122 votos).
O candidato vencido conseguiu sua maior vantagem perante Azambuja em 
Sonora, onde 67,93% (4.779) do eleitorado votou nele.
ABSTENÇÕES
Dos 1.877.020 eleitores sul-mato-grossenses, 427.646 não compareceram às 
urnas – o equivalente a 22,78% de abstenção. Foram 1.449.374 votos, com 
1.293.732 válidos (89,26%), 116.897 nulos (8,07%) e 38.745 brancos (2,67%).


Jair Bolsonaro é Eleito o 38º Presidente do Brasil

Posted by salatiel assis | | Posted in , , , ,


Bolsonaro subirá rampa do Palácio do Planalto daqui a 65 dias
vitória de Jair Bolsonaro (PSL) nas urnas vem acompanhada de uma série de desafios complicados para resolver e que continuarão a existir a partir de 1º de janeiro de 2019, quando ele assumir a cadeira de presidente da República.
A equipe do presidente eleito vai se reunir em breve com auxiliares do presidente Michel Temer (MDB) para iniciar a transição do governo.
Na pauta, questões como reforma da Previdência, reforma tributária, intervenção federal no Rio de Janeiro e segurança pública em todo o país, entre outras.

Congresso

O novo Congresso terá 30 partidos, o maior número já registrado. Mas o perfil dos parlamentares que integrarão a Câmara dos Deputados e o Senado Federal a partir de fevereiro do ano que vem é conservador, algo inicialmente vantajoso para Bolsonaro na avaliação do cientista político e professor Rodrigo Prando, da Universidade Presbiteriana Mackenzie
"Esse perfil mais conservador já cria para ele [Bolsonaro] uma base de sustentação. Além disso, algumas bancadas como a ruralista e a dos evangélicos estão com ele, sem contar parlamentares ligados aos militares. Não me parece que ele deva ter neste início grandes dificuldades com esse Congresso", observa.
Prando, por outro lado, pondera que Bolsonaro terá que "vestir a roupa de presidente".
"O grande desafio do Bolsonaro vai ser tirar a roupa de candidato e vestir a roupa de presidente. Ele vai ter que abandonar o discurso e a retórica da eleição para assumir a chamada liturgia do cargo. Ele vai ter responsabilidade redobrada sobre aquilo que ele fala, assim como os filhos dele."
Para o professor, o prestígio inicial do novo presidente deverá ser um capital político valioso para a aprovação de projetos importantes no Congresso, mas só isso não bastará. "Ele vai precisar negociar e fazer concessões. Como é um deputado que sabe como as coisas funcionam, ele está ciente disso", diz. O futuro presidente já havia feito acenos ao deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que quer se candidatar novamente à Presidência da Câmara, o que indica uma flexibilidade do discurso inicial dele. 
Além disso, Bolsonaro terá que dar certa tranquilidade ao mercado financeiro, isso inclui manter o economista Paulo Guedes no ministério da Fazenda.
"Uma eventual saída de Paulo Guedes do governo criaria uma crise de confiança no mercado. O candidato que a vida toda foi intervencionista e estatizante, agora perde o principal aliado liberal. Não seria algo positivo", completa.
O futuro presidente ainda sofrerá pressões de partidos políticos para as nomeações de cargos públicos. 
"A retórica do palanque é uma e na hora de governar é outra, sobretudo porque o Bolsonaro sabe como funciona. Bolsonaro pode bater no peito e dizer 'eu ganhei sozinho', sem partido, sem coligação, sem tempo de TV, sem dinheiro. Tecnicamente, não deveria nada a ninguém, mas ele sabe que para governar, exige a necessidade de cargos e indicações. Há uma diferença substancial entre ganhar e governar. A Dilma ganhou em 2014, mas não governou por causa do estilo dela, de não ceder e não querer dialogar com ninguém", diz Prando.

Economia

Retomar crescimento e empregos será missão da equipe econômica

Retomar crescimento e empregos será missão da equipe econômica

Nelson Antoine/Estadão Conteúdo - 28.9.2018
O país ainda registra 12,7 milhões de desempregados e 11,2 milhões que trabalham sem carteira assinada. Ainda existe o fantasma de uma piora da economia e reformas como a da Previdência e tributária são esperadas do novo governo. À frente disso, estará Paulo Guedes, o "passaporte liberal" de Bolsonaro garantiu a ele o apoio do mercado financeiro e dos empresários durante a campanha.
O apoio, no entanto, não é incondicional e futuro presidente terá a missão de reaquecer a economia e gerar empregos. O presidente do Cofecon (Conselho Federal de Economia), Wellington Leonardo da Silva, diz que o novo governo terá a missão de fazer com que o empresariado volte a investir na produção.
"A primeira coisa que precisa fazer é planejar ter um projeto de país. O Brasil não tem um projeto de nação. Não existe aqui uma elite, que mereça ser assim chamada, do ponto de vista do desenvolvimento econômico. No Brasil, nós não temos isso, temos uma galera que vende qualquer coisa e o negócio é botar dinheiro no banco para render 6,5% ao ano. Se porta apenas como rentista. O empresário brasileiro hoje prefere investir recursos para financiar a dívida pública e não investe na produção, que é o que traz retorno ao país", avalia.
Silva fala da necessidade de se discutir a reforma tributária "ainda no primeiro ano de governo". "Precisamos acabar com o mito de que a tributação no Brasil é excessiva. Ela é injusta com quem ganha menos. Mas a reforma não é uma tarefa simples, até porque bancos, empresários, Estados, municípios... cada um vai querer algum tipo de benefício."
A reforma da Previdência nos moldes desenhados pelo presidente Michel Temer (MDB) já foi rejeitada por aliados de Bolsonaro e deve ser revista pela equipe de Bolsonaro. O tema, que enfrenta grande resistência na sociedade, é tido pelo mercado financeiro como uma prioridade.
Pesquisa BTG/FSB mostrou na semana passada que 84% dos eleitores são contrários ao aumento da idade mínima de aposentadoria para 65 anos.
Bolsonaro e Guedes precisam permanecer juntos para evitar crise de confiança

Bolsonaro e Guedes precisam permanecer juntos para evitar crise de confiança

Sergio Moraes/Reuters - 6.8.2018

Segurança pública

Intervenção no RJ deve ser revista por Bolsonaro

Intervenção no RJ deve ser revista por Bolsonaro

Jose Lucena/Estadão Conteúdo - 15.9.2018
O combate à violência foi uma das bandeiras de campanha mais levantadas por Bolsonaro. Para o pesquisador Cláudio Edward dos Reis, vice-coordenador do Núcleo de Estudos sobre Violência e Relações de Gênero da Unesp (Universidade Estadual Paulista) em Assis, o tema da segurança pública terá que ser enfrentado logo nos primeiros meses de mandato.
"Eu imagino que o primeiro [desafio], tendo em vista o acirramento desses últimos dias antes das eleições, será pacificar o país. Haverá necessidade de uma atuação diplomática para pensar em políticas que possam atender às necessidades da população", observa.
Ele também avalia que Bolsonaro e o novo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), terão que entrar em um acordo sobre o que será feito em relação à intervenção federal no Estado.
"Eu imagino que o governo deverá interromper a intervenção no Rio, porque existem algumas medidas que o Congresso precisa votar e enquanto houver a intervenção o Congresso não pode realizar essas votações. Juntamente com o novo governador do Rio de Janeiro, há de se pensar um novo plano para combater a violência."
O cientista político Rodrigo Prando aposta que Bolsonaro deverá investir inicialmente nas pautas de segurança no Congresso, como a redução da maioridade penal e a revisão do Estatuto do Desarmamento. "Esses são projetos que eu acredito que ele aprovaria com mais facilidade e passa a imagem de um governo forte para aprovar posteriormente outras pautas."

Jair Bolsonaro foi eleito neste domingo (28) presidente do Brasil. Com 99,99% das urnas apuradas, o candidato do PSl conquistou 55,13% dos votos, contra 44,87% de Fernando Haddad (PT).
Bolsonaro será o chefe do Poder Executivo pelos próximo quatros anos e receberá a faixa presidencial no dia 1º de janeiro de 2019.
Veja algumas das propostas do presidente eleito com base no programa apresentado ao TSE e entrevistas concedidas durante a campanha:
Segurança e direitos humanos
Bolsonaro defende a liberdade de escolhas “desde que não interfiram em aspectos essenciais da vida do próximo”. Segundo ele, essa liberdade deve alcançar escolhas afetivas, políticas, econômicas ou espirituais e acrescenta que uma nação mais fraterna e com menos excluídos é mais forte. Em seu programa de governo, diz que a política de direitos humanos será redirecionada com prioridade para a defesa das vítimas da violência, como a reforma do Estatuto do Desarmamento e o direito de as pessoas terem armas para usar em “legítima defesa”. Ele também defende a redução da maioridade penal para 16 anos, é contrário à progressão de penas e as saídas temporárias de presos em datas especiais, os chamados saidões.
Economia
Uma das principais propostas é a privatização ou extinção de estatais. Segundo Bolsonaro, a ideia é reduzir o pagamento de juros, que custaram R$ 400,8 bilhões em 2017, com a venda de ativos públicos. Em relação à reforma da Previdência, defende a implantação, no país, de um modelo privado de capitalização do setor. Como proposta para o sistema tributário do país, o programa  fala em unificar impostos e simplificar o sistema de arrecadação de tributos. Uma das promessas é reduzir de forma gradativa os impostos, por meio da eliminação e unificação de tributos, "paralelamente ao espaço criado por controle de gastos e programas de desburocratização e privatização". O assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, que deve assumir como ministro da Economia, disse, em conversa com investidores, que a intenção é criar uma alíquota única de 20% no Imposto de Renda, que passaria a incidir sobre quem ganha acima de cinco salários mínimos.  
Bolsonaro pretende criar um novo tipo de carteira de trabalho, batizada de "carteira verde e amarela", que seria voltada ao jovem quando ingressasse no mercado de trabalho. Por essa carteira, o contrato individual de trabalho teria prevalência sobre a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), mas sem violar dispositivos trabalhistas previstos na Constituição.
Pretende instituir uma renda mínima para todas as famílias brasileiras, em valor acima do benefício pago pelo programa Bolsa Família.
Saúde
Bolsonaro diz que as ações planejadas terão como foco “eficiência, gestão e respeito com a vida das pessoas” e que é possível fazer mais com os recursos atualmente disponíveis. Outra proposta é adotar o chamado Prontuário Eletrônico Nacional Interligado em postos, ambulatórios e hospitais para reduzir os custos ao facilitar o atendimento futuro por outros médicos em diferentes unidades de saúde, além de permitir cobrar maior desempenho dos gestores locais. Defende também o credenciamento universal de médicos e instituição de carreira de Estado para médico.
Em relação ao Mais Médicos, o plano de governo prevê que “nossos irmãos cubanos serão libertados” e que suas famílias poderiam imigrar para o Brasil desde que os profissionais sejam aprovados no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida). Os médicos cubanos passariam a receber integralmente o valor pago pelo governo brasileiro e que, atualmente, é redirecionado, via convênio com a Organização Pan-americana da Saúde (Opas), para o governo de Cuba.
Meio ambiente e Agricultura

No programa de governo apresentado à Justiça Eleitoral, Bolsonaro não fez menção direta ao tema meio ambiente, mas apontava caminhos para agricultura. O novo presidente pretende criar uma "nova estrutura federal agropecuária", que vai englobar diversas pastas. Durante a campanha, defendeu a junção dos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, mas nos últimos dias admitiu que poderá manter o Ministério do Meio Ambiente. O candidato do PSL também disse que pode flexibilizar a legislação que regula a exploração econômica de áreas verdes preservadas, inclusive na Amazônia, e não concederá novos territórios para indígenas e quilombolas. Na área de agricultura, a proposta é atender as demandas de “segurança no campo; solução para a questão agrária; logística de transporte e armazenamento; uma só porta para atender as demandas do agro e do setor rural; políticas especificas para consolidar e abrir novos mercados externos e diversificação”.
Educação
O plano de governo diz que educação básica, do ensino infantil ao médio, será prioridade. Defende a educação a distância para o ensino fundamental como alternativa "para as áreas rurais onde as grandes distâncias dificultam ou impedem aulas presenciais”. Para o ensino superior, Bolsonaro diz que as universidades precisam gerar avanços técnicos para o Brasil, por meio de parcerias e pesquisas com a iniciativa privada. Em entrevistas, defendeu a diminuição das cotas raciais em universidades e concursos públicos. Bolsonaro quer que conteúdo e método de ensino “precisam ser mudados. Mais matemática, ciências e português, sem doutrinação e sexualização precoce”. Ele pretende resgatar a disciplina de Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira nas escolas.
Ciência e tecnologia
Para Bolsonaro, o modelo de pesquisa e inovação no Brasil está “esgotado”. Em vez de os recursos do setor serem organizados por Brasília, defende o fomento de “hubs” tecnológicos nos quais universidades se aliam à iniciativa privada “para transformar ideias em produtos”. Os programas de mestrado e doutorado deverão ser feitos “sempre perto das empresas”. Propõe investimento na exploração de energia renovável solar e eólica no Nordeste e pesquisa e desenvolvimento em grafeno e nióbio.
Política externa
Defende que o Ministério das Relações Exteriores precisa estar a serviço de valores que sempre foram associados ao povo brasileiro. A outra frente, diz o programa, será fomentar o comércio exterior com países que possam agregar valor econômico e tecnológico ao Brasil, como os Estados Unidos. No âmbito regional, o plano de Bolsonaro prevê aprofundamento da integração “com todos os irmãos latino-americanos que estejam livres de ditadura” e países "sem viés ideológico". Sobre o Mercosul, afirmou que não se pode “jogar para o alto” o acordo. “O que não pode é continuarmos usando acordos como esse em função de interesses ideológicos como o PT fez”, criticou.

DESTAQUE

Salatiel Agradece Administração Por Atender Sua Solicitação Em Posto de Saúde

O Vereador Salatiel da Rádio Agradeceu a Administração Municipal, que através do Prefeito Chico Pirolli atendeu sua solicitação que p...

V Í D E O S

V Í D E O S
Juntos Por Sete Quedas - Salatiel Acompanha Operação Tapa Buraco Entre Sete Quedas e Tacuru

www.educadora91.com

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO