ABERTURA DO INTERVILAS É NESTE DOMINGO

Posted by salatiel | sexta-feira, 12 de abril de 2013 | Posted in , , ,

Conjunto Iporã tenta a terceira conquista do Campeonato
A Prefeitura Municipal juntamente com o Departamento de Esportes do município, dará início neste domingo próximo 14 de abril, ao calendário esportivo de 2013, com a abertura do Campeonato Intervilas de futebol de campo.

O campeonato conta com a participação de toda comunidade praticante do futebol, isso é possível com a divisão da cidade em bairros, onde cada participante representará a vila onde reside.

Neste ano as vilas participantes serão, Conjunto Iporã, Vila da Paz, Centro I, Centro II, Projetinho, Vilas Rurais, Faixão e Vila das Marias que formam um único time. As vilas foram divididas em dois grupos onde si enfrentarão em turno único, classificando as duas melhores de cada grupo para a semifinal e posteriormente os vencedores para a grande final, que está prevista para o dia 02 de junho de 2013.

O Prefeito José Gomes Goulart e o Vice-prefeito Dr. Amadeu dá todo apoio aos esportistas e querem melhorar a situação do esporte no município trazendo melhores e maiores investimentos para Sete Quedas.


A abertura acontecerá no Estádio Municipal “José Valcir de Araújo”. O primeiro jogo será entre Rural x Pindoty ás 13:45 horas e o segundo jogo ás 16:00 horas entre Faixão/Vila das Marias  contra Vila da Paz. 

Prefeitura de Paranhos Realizará Festividades ao Dia do Índio e do Trabalhador

Posted by salatiel | | Posted in , , , ,

A prefeitura municipal de Paranhos estará realizando uma comemoração especial em homenagem ao dia do índio. Em reunião com os capitães das aldeias, o prefeito municipal de Paranhos, Julio Cesar de Souza, a primeira dama Suzana Martins de Souza, o secretario de esportes Aneil Marques da Silva, juntamente com a diretora do departamento de cultura, Adriana dos Santos Alves Ribeiro, decidiram realizar um evento em cada aldeia em dias diferenciados. A comemoração contara com desfiles de miss e mister beleza indígena – Paranhos 2013, alem de eventos esportivos e recreativos
Todas as aldeias receberam torneios de futsal organizados pela secretaria de esporte, tanto na categoria feminina como na masculina. As equipes campeãs de cada aldeia se enfrentarão em um quadrangular final para definir o campeão geral.
Unir esporte e cultura nessa comemoração é muito interessante haja vista que são duas coisas muito fortes dentro dos hábitos indígenas.
Eventos como este mostram que o slogan governo de todos realmente esta sendo comprido, pois a prefeitura ao mesmo realiza comemorações em todas as zonas do município sejam nas áreas urbana, rural e indígena.

As comemorações iniciam a partir do dia 15
cronograma
15/04 aldeia sete cerros
16 arroio cora
17 paraguassu
18 potrero guasu

19 pirajui

CORRIDA DO TRABALHADOR 2013
DIA: 01/05/2013
HORARIO: 08:00 HRS
LOCAL: PERCURSO URBANO
SAIDA E CHEGADA: PRAÇA CENTRAL
CATEGORIAS/MEDIDAS DO PERCUSO:  FEMININO - 4 KM
                                                                           MASCULINO - 8KM
INSCRIÇOES: GINASIO FLAVIO DERZI (GRATUITA) DAS 07:30 ÀS 17:00 HRS
PREMIAÇOES:                   MASCULINO                                     FEMININO
                                               1º - TROFEU + R$ 300,00               1º - TROFEU + R$ 200,00
                                               2º - TROFEU + R$ 200,00               2º - TROFEU + R$ 150,00
                                               1º - TROFEU + R$100,00                1º - TROFEU + R$ 100,00
OBS: DO 4º AO 10º LUGAR – MEDALHAS
Show a partir das 21:00 com o grupo LAÇO DE OURO

Municípios Realizam Audiência Pública Contra Demarcações Indigenas

Posted by salatiel | | Posted in , , ,


União










“Precisamos falar a mesma língua. O Brasil está sendo invadido e não estamos fazendo nada, nenhuma ação. Falta sair às ruas e nos mobilizarmos através de ações a nível nacional”, propõe Silvanir Rosset, presidente do Sindicato Rural de Guaíra (PR). Para o prefeito de Iguatemi, José Roberto Arcoverde, “o grande desafio é acordar os produtores rurais, o que não vai ser fácil. Falta união para mobilizar o produtor e fazê-lo entender que isso é um problema sério, porque senão ele vai sim perder a terra”, afirma. 

Aproximadamente 1.500 pessoas, entre produtores, empresários e lideranças sindicais participaram de duas audiências públicas realizadas em Tacuru e Coronel Sapucaia, na região do cone sul do Estado, no último fim de semana. As ações visam chamar a atenção dos representantes para a necessidade urgente de ações contra a demarcação ilegítimas de terras por parte da Funai. 



Recentemente, a Funai e o Ministério Público publicaram uma portaria criando um grupo técnico para fazer um levantamento que irá determinar o tamanho da suposta terra indígena Dourados-AmambaiPeguá, aumentando para 28 os municípios afetados pela nova demarcação. Caso sejam publicadas as novas portarias, Coronel Sapucaia terá mais da metade de seu território como terra indígena, com 53%. A prefeita da cidade Nilcéia Alves de Souza propõe como solução “pensar em políticas públicas e programas para o índio”. Ela foi apoiada pelo deputado estadual Zé Teixeira, que complementou dizendo: “os índios querem os mesmos direitos dos brancos, sem pagar impostos”.



Já em Tacuru, são reivindicados mais de 70 mil hectares, atualmente ocupados por aproximadamente 300 pequenos produtores, ironicamente assentados pela reforma agrária. O prefeito da cidade, Pedrinho, conta que “das duas aldeias que temos, nunca tivemos um conflito, inclusive eles nem se manifestaram para reclamar áreas que a Funai diz que são deles”.



“Somos contra a baderna que a Funai está fazendo em nosso Estado. Eles entram nas propriedades rurais, fazem as ‘vistorias’ e depois publicam laudos com um monte de mentiras. Não podemos permitir que os produtores sejam tratados como bandidos, produtores estes responsáveis pelo alimento que está em nossa mesa”, enfatizou a deputada estadual Mara Caseiro. Reforçando o discurso da política, o também deputado Lídio Lopes foi direto, “o maior problema são as ONGs e a Funai, que instigam essa briga entre índios e produtores”.



A antropóloga Roseli Ruiz destacou que “todos os relatórios estudados no Estado, inclusive o de Iguatemi, são viciados, não trabalhados na base da ciência e sim da ideologia”. Já Hilário Parisi, presidente do sindicato de Iguatemi foi breve, fazendo um ultimato aos presentes, “se não nos unirmos, o governo irá demarcar todas essas terras, é um compromisso assumido por ele. Não vamos entregar assim, de mão beijada, tudo o que construímos a vida inteira”.



Luana Ruiz, assessora jurídica do sindicato de Tacuru, foi pontual no encerramento de seu discurso: “Não adianta qualquer natureza de ação, quer seja por parte dos deputados, senadores, prefeitos, vereadores, se nós, produtores, não estivermos aqui na base, junto, fortes e unidos. Essa é a nossa arma,a união”.



O medo



As demarcações ilegítimas não afetam somente os proprietários de terra. Edson Weiber é funcionário do mesmo patrão há 28 anos. A fazenda em que trabalha está em área supostamente indígena, e ele vive o drama de não saber se no dia seguinte ainda terá um local de trabalho para sustentar a família. “Se a gente não tiver mais no que trabalhar, com vamos nos manter, pagar educação, comida e saúde. Não é direito as pessoas invadirem um lugar que não é delas”, conta ele.



--------------------------------------------



Com informações do Movimento - Confisco Não! - Formado por antropólogos, advogados e produtores rurais

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO