Published On:segunda-feira, 27 de novembro de 2017
Posted by salatiel assis

Ferrovia Entre MS e PR Passará Pelo Conesul


O processo para a construção da ferrovia da Ferroeste (Estrada de Ferro Paraná Oeste), que ligará Dourados ao Porto de Paranaguá (PR), avança em mais uma etapa. Será realizada nesta terça-feira (28), em São Paulo, o lançamento oficial da PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) da licitação para contratação de empresa que fará estudo do novo traçado. O valor aproximado do estudo é de R$ 25 milhões e de toda ferrovia, de R$ 10 bilhões.
A Ferroeste, empresa estatal do governo paranaense detentora da concessão, estuda o trajeto que liga Dourados (MS) a Lapa (PR), saindo de Maracaju e passando também por Itaporã, Caarapó, Amambai, Iguatemi, Eldorado e Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul; e Guaíra, Terra Roxa, Nova Santa Rosa, Maripá, Toledo, Cascavel, Tupãssi, Catanduvas, Ibema, Guaraniaçu, Nova Laranjeiras, Campo Bonito, Laranjeiras do Sul, Cantagalo, Marquinho, Candói, Goioxim, Irati, Guarapuava, Fernandes Pinheiro, Inácio Martins, Palmeira, Porto Amazonas, Balsa Nova e Lapa, no Paraná.
O lançamento da PMI contará com a presença dos governadores de Mato Grosso do Sul Reinaldo Azambuja e do Paraná, Beto Richa. O secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, e a prefeitura de Dourados, Délia Razuk, também participam do evento, que será realziado no auditório do Hotel Sheraton, em São Paulo.
A Ferroeste é empresa mista que tem como maior acionista o governo do Paraná. A empresa opera trecho de 250 quilômetros, entre Guarapuava (PR) e Cascavel (PR). O tempo de concessão da estrada de ferro, que em março de 2018 completa 30 anos de atividade, estende-se até 2079, e sua área de concessão abrange Paraná e Mato Grosso do Sul.
De acordo com a Ferroeste, a construção de nova ferrovia, no eixo leste-oeste, ligando Mato Grosso do Sul ao Paraná, é fundamental para melhoria do escoamento da produção agrícola, destinado à exportação, via Paranaguá.
Dados levantados pela Ferroeste mostram que o porto paranaense estima, para 2030, movimentar 80 milhões de toneladas, quase o dobro do volume atual. “Entretanto, a ligação campo-porto continua precária: apenas 20% dos 45 milhões de toneladas chegam ao terminal por trem e somente 1% vem da região Oeste”, argumenta a empresa.
A partir dessas projeções, a Ferroeste argumenta que a construção de nova ferrovia é a melhor alternativa para escoar a produção, reduzir custos de transporte e melhorar a competitividade no mercado internacional. “Essa foi a conclusão de uma série de consultas públicas realizadas pela Ferroeste no Paraná e no Mato Grosso do Sul”, informou.
A partir do lançamento da PMI será publicado edital de chamamento, dirigido a empresas que tenham interesse em elaborar o EVTEA (Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a estruturação do projeto de uma nova ferrovia.
“O valor estimado do estudo do novo traçado proposto pelo PMI é de cerca de R$ 25 milhões. O custo aproximado da construção efetiva da nova ferrovia, com cerca de mil quilômetros de extensão, será da ordem de R$ 10 bilhões”, informou a Ferroeste.
Fonte: Campo Grandenews 

About the Author

Posted by salatiel assis on segunda-feira, novembro 27, 2017. Filed under , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. Feel free to leave a response

By salatiel assis on segunda-feira, novembro 27, 2017. Filed under , , . Follow any responses to the RSS 2.0. Leave a response

0 comentários for "Ferrovia Entre MS e PR Passará Pelo Conesul "

Leave a reply

DESTAQUE

Salatiel Agradece Administração Por Atender Sua Solicitação Em Posto de Saúde

O Vereador Salatiel da Rádio Agradeceu a Administração Municipal, que através do Prefeito Chico Pirolli atendeu sua solicitação que p...

V Í D E O S

V Í D E O S
Juntos Por Sete Quedas - Salatiel Acompanha Operação Tapa Buraco Entre Sete Quedas e Tacuru

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO