TIM derruba sinal de propósito, diz Anatel

Posted by JORNAL EDUCADORA | terça-feira, 7 de agosto de 2012 | Posted in ,


Relatório da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) acusa a TIM de interromper de propósito chamadas feitas no plano Infinity, no qual o usuário é cobrado por ligação, e não por tempo.

Outro lado: operadora diz que rede está sendo ampliada

A agência monitorou todas as ligações no período, em todo o Brasil, e comparou as quedas das ligações de usuários Infinity e "não Infinity".

A conclusão foi que a TIM "continua 'derrubando' de forma proposital as chamadas de usuários do plano Infinity". O documento apontou índice de queda de ligações quatro vezes superior ao dos demais usuários no plano Infinity -que entrou em vigor em março de 2009 e atraiu milhares de clientes.

O relatório, feito entre março e maio, foi entregue ao Ministério Público do Paraná.

"Sob os pontos de vista técnico e lógico, não existe explicação para a assimetria da taxa de crescimento de desligamentos [quedas de ligações] entre duas modalidades de planos", diz o relatório.

O documento ainda faz um cálculo de quanto os usuários gastaram com as quedas de ligações em um dia: no dia 8 de março deste ano, afirma o relatório, a operadora "derrubou" 8,1 milhões de ligações, o que gerou faturamento extra de R$ 4,3 milhões.

Durante as investigações, a TIM relatou ao Ministério Público que a instabilidade de sinal era "pontual" e "momentânea".

A operadora citou dados fornecidos à Anatel para mostrar que houve redução, e não aumento, das quedas de chamadas -as informações, no entanto, foram contestadas no relatório da agência.

A Anatel afirma que a TIM adulterou a base de cálculos e excluiu do universo de ligações milhares de usuários com problemas, para informar à agência reguladora que seus indicadores estavam dentro do exigido.

A agência afirma, por exemplo, que a operadora considerou completadas ligações que não conseguiram linha e cujos usuários, depois, receberam mensagem de texto informando que o celular discado já estava disponível.

NOVA PROIBIÇÃO

Com base nos dados, o Ministério Público do Paraná pede a proibição de vendas de novos chips pela TIM no Estado, o ressarcimento de consumidores do plano Infinity no Paraná por gastos indevidos e o pagamento, pela empresa, de indenização por dano moral coletivo.

A TIM já havia sido suspensa no Estado no final de julho, quando a Anatel proibiu as vendas de novos planos das operadoras com maior índice de reclamação em cada Estado. Além do Paraná, onde o índice era de 26,1 reclamações a cada 100 mil clientes, a operadora obteve o pior resultado em 18 unidades federativas.

Editoria de arte/Folhapress
CHAMADA INTERROMPIDA Para a Anatel, TIM "derruba" ligações do Infinity
CHAMADA INTERROMPIDA Para a Anatel, TIM "derruba" ligações do Infinity

TIM derruba sinal de propósito, diz Anatel

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in


Relatório da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) acusa a TIM de interromper de propósito chamadas feitas no plano Infinity, no qual o usuário é cobrado por ligação, e não por tempo.

Outro lado: operadora diz que rede está sendo ampliada

A agência monitorou todas as ligações no período, em todo o Brasil, e comparou as quedas das ligações de usuários Infinity e "não Infinity".

A conclusão foi que a TIM "continua 'derrubando' de forma proposital as chamadas de usuários do plano Infinity". O documento apontou índice de queda de ligações quatro vezes superior ao dos demais usuários no plano Infinity -que entrou em vigor em março de 2009 e atraiu milhares de clientes.

O relatório, feito entre março e maio, foi entregue ao Ministério Público do Paraná.

"Sob os pontos de vista técnico e lógico, não existe explicação para a assimetria da taxa de crescimento de desligamentos [quedas de ligações] entre duas modalidades de planos", diz o relatório.

O documento ainda faz um cálculo de quanto os usuários gastaram com as quedas de ligações em um dia: no dia 8 de março deste ano, afirma o relatório, a operadora "derrubou" 8,1 milhões de ligações, o que gerou faturamento extra de R$ 4,3 milhões.

Durante as investigações, a TIM relatou ao Ministério Público que a instabilidade de sinal era "pontual" e "momentânea".

A operadora citou dados fornecidos à Anatel para mostrar que houve redução, e não aumento, das quedas de chamadas -as informações, no entanto, foram contestadas no relatório da agência.

A Anatel afirma que a TIM adulterou a base de cálculos e excluiu do universo de ligações milhares de usuários com problemas, para informar à agência reguladora que seus indicadores estavam dentro do exigido.

A agência afirma, por exemplo, que a operadora considerou completadas ligações que não conseguiram linha e cujos usuários, depois, receberam mensagem de texto informando que o celular discado já estava disponível.

NOVA PROIBIÇÃO

Com base nos dados, o Ministério Público do Paraná pede a proibição de vendas de novos chips pela TIM no Estado, o ressarcimento de consumidores do plano Infinity no Paraná por gastos indevidos e o pagamento, pela empresa, de indenização por dano moral coletivo.

A TIM já havia sido suspensa no Estado no final de julho, quando a Anatel proibiu as vendas de novos planos das operadoras com maior índice de reclamação em cada Estado. Além do Paraná, onde o índice era de 26,1 reclamações a cada 100 mil clientes, a operadora obteve o pior resultado em 18 unidades federativas.

Editoria de arte/Folhapress
CHAMADA INTERROMPIDA Para a Anatel, TIM "derruba" ligações do Infinity
CHAMADA INTERROMPIDA Para a Anatel, TIM "derruba" ligações do Infinit

Mulher acha cobra em alface na hora de preparar o almoço

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in ,

Cobra jararaca é encontrada em pé de alface em Goianésia (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)
Filhote de jararaca é encontrado em pé de alface em Goianésia (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

Uma cobra de aproximadamente 40 centímetros foi encontrada por uma dona de casa em um pé de alface, em Goianésia, a 198 km de Goiânia, na sexta-feira (3). O animal foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a corporação, a cobra, possivelmente um filhote de jararaca-dormideira, foi encontrada pela dona de casa quando ela preparava o almoço. Ela se deparou com o animal quando lavava a hortaliça, adquirida na feira: “Ela nos acionou ao meio dia, mas não soube dizer se a cobra já veio da feira ou se ela deixou o pé de alface em algum lugar e o animal entrou”, explicou o tenente Ary Bernardo Dutra.

Segundo ele, o resgate durou cinco minutos. A equipe usou equipamentos para se proteger de uma possível reação da cobra. Eles a colocaram em uma caixa de madeira com furos nas laterais para possibilitar a circulação do ar. O animal foi levado para Secretaria Municipal do Meio Ambiente da cidade e deverá ser encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Goiânia.

Sete Quedas Vira Notícia Nacional na TV Record Devido Corte de Energia da Prefeitura

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in , ,

Sete Quedas Vira Notícia Nacional na TV Record Devido Corte de Energia da Prefeitura

A TV Record esteve na cidade de Sete Quedas para apurar os fatos e para realizar matéria a ser vinculada em rede nacional. Os reporteres da Record estiveram em Sete Quedas na quinta-feira, onde visitaram a prefeitura em busca de informações.
A Prefeitura Municipal de Sete Quedas, distante 459 quilômetros de Campo Grande, teve o serviço de energia elétrica cortado pela Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul (Enersul), por falta de pagamento.
Segundo as informações da TV Record, a Enersul informou que a suspensão do serviço é apenas no prédio administrativo da prefeitura de Sete Quedas. Os prédios de serviços essenciais, como escolas, secretarias, hospitais e postos de saúde, continuam com o fornecimento normal.
A empresa informou ao MS Record.com.br que a dívida da prefeitura vem se acumulando a pelo menos cinco anos e que negociações estavam sendo realizadas para a quitação da mesma, mas que o cliente – no caso, a prefeitura - não cumpriu com acordos estabelecidos judicialmente.
Ainda segundo a Enersul, várias oportunidades para o pagamento da dívida foram oferecidas e que a suspensão do serviço está prevista em lei. A empresa deixa claro que esta aberta à negociação para a quitação da dívida, mas enquanto nenhum acordo for feito a suspensão continuará.
A reportagem do MS Record.com.br procurou a assessoria de comunicação da prefeitura de Sete Quedas que não soube informar se a administração municipal irá se manifestar ou solucionar o problema. A reportagem ainda procurou o secretário de administração, Carlos Martins, que disse não saber o valor total da dívida. A secretária de finanças também foi procurada, mas não atendeu as ligações. O prefeito de Sete Quedas, Sérgio Roberto Mendes, também foi procurado, mas não retornou as ligações até o fechamento desta matéria.

Colaboração Yarima Mecchi, MS Record.com.br

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Salatiel Acompanha Obra que Finaliza 100% de Pavimentação no Jardim Carimbó

O Vereador Salatiel da Rádio, esteve visitando as obras de pavimentação asfáltica que estão em andamento no Jardim Ca...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO