Vergalhão de dois metros cai, atravessa crânio e operário sobrevive no Rio

Posted by JORNAL EDUCADORA | quinta-feira, 16 de agosto de 2012 | Posted in ,

Rapaz chegou falando ao hospital e objeto foi retirado com sucesso pelos médicos
Do R7 | 16/08/2012 às 16h59
Divulgação/Ascom Secretaria da Saúde
crânio-vergalhão-700
Objeto ficou a três centímetros de atingir parte de cérebro que deixaria operário sem movimentos do lado esquerdo do corpo



Um vergalhão de aço de dois metros de comprimento e uma polegada de espessura atravessou o crânio de um operário na zona sul do Rio de Janeiro na última quarta-feira (15) e ele sobreviveu. O rapaz chegou ao hospital consciente e falando com os médicos. Apesar de ter o cérebro atravessado pelo objeto, o operário não terá sequelas, segundo os médicos.


Médicos que atenderam o rapaz, disseram que se ele fosse atingido mais três centímetros para a direita do crânio, a vítima ficaria sem os movimentos do lado esquerdo do cérebro.


De acordo com a neurocirurgiã Gianne Lucchesi, diretora clínica de cirurgia do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, na zona sul, o rapaz estava trabalhando com capacete quando foi atingido pelo vergalhão, que caiu do quinto andar do local onde ele trabalhava. O objeto foi retirado em uma cirurgia.

— O vergalhão foi puxado pela parte da frente da cabeça. O objeto atingiu a parte parietal alta frontal. O ferimento foi limpo, a face reconstruída e ele está bem. Já está conversando e deve ficar no CTI [Centro de Tratamento Intensivo] por mais 24 ou 48 horas.

A cena da chegada do operário ao hospital foi inusitada, já que apesar do aspecto o rapaz estava falando. Gianne diz que a equipe está feliz pelo resultado da operação.

— Esse tipo de lesão é rara. Nunca vi algo parecido por aqui. Ele chegou acordado e falando, quando vemos isso já significa um bom prognóstico. É muito gratificante o resultado.

A identidade do operário não foi revelada pelo hospital.

Prazo é prorrogado e Corinthians terá que esperar 30 anos para ser dono do Fielzão

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in ,

R7 já havia antecipado que fundo imobiliário ficaria com as receitas do estádio
Do R7*

Fielzão 450x338Divulgação

Fielzão vai ser administrado por um fundo imobiliário, não pelo Corinthians


Publicidade

O Corinthians vai ter que esperar mais tempo do que o previsto para poder dizer que tem um estádio próprio. Oito meses depois de o R7 antecipar que o Fielzão não seria do clube até o pagamento do todo o financiamento ao fundo imobiliário Arena, o prazo para a quitação dos débitos aumentou para 30 anos.

Inicialmente, o fundo Arena, criado para ajudar na construção do estádio que vai receber a abertura da Copa do Mundo de 2014, ficaria com todas as receitas do Fielzão por 16 anos. Uma alteração registrada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no último dia 2 de agosto prorrogou o acordo por mais 14 anos.

Com inauguração prevista para o fim de 2013, o Fielzão só vai ser do Corinthians em 2043, desde que o clube consiga arcar com toda a dívida gerada pela construção do estádio. O valor estimado da obra é cerca de R$ 820 milhões.

Toda a receita dos jogos do Corinthians no Fielzão nesses 30 anos vai ser destinada automaticamente ao fundo imobiliário. Uma renda como a obtida na final da Libertadores deste ano, contra o Boca, de R$ 2,5 milhões, não chegaria aos cofres do Timão nesse período.

O conselheiro da oposição, Osmar Stábile, disse que não tinha conhecimento da prorrogação do prazo. Stábile disse que ficou "pasmo" ao ver a publicação no Diário Oficial.

— Acho isso um absurdo. A arena não vai ser do Corinthians, simplesmente. Teremos que esperar 30 anos para poder mandar no lugar. 2043? É um absurdo.

Stábile afirmou que vai procurar o presidente do Corinthians, Mário Gobbi, para pedir esclarecimentos. Ele disse ainda que a oposição corintiana ainda vai se manifestar em conjunto sobre a informação.

— Vamos fazer uma nota da oposição como um todo para falar sobre esse absurdo. Nós queremos um estádio para nós, não para outro mandar.

O R7 tentou entrar em contato com membros da diretoria do Corinthians, mas não obteve retorno.

* Allan Simon, estagiário do R7

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO