Published On:segunda-feira, 7 de janeiro de 2013
Posted by JORNAL EDUCADORA

MP paraguaio nega extradição de assaltantes brasileiros



Clique na Imagem para ampliá-la
Os brasileiros, Delcimar Mendes (e) e Wesley Ferreira. Eles foram presos pela polícia paraguaia após roubarem uma caminhonete em Eldorado, no Brasil, mas tiveram a extradição negada pelo Ministério Público do Paraguai. (Fotos: Divulgação)
Vilson Nascimento
Em uma atitude protecionista consideram estranha pela Polícia Civil brasileira, a Fiscalia do Paraguai, órgão de no Brasil se equivale ao Ministério Público, se recusou a entregar às autoridades brasileiras, dois ladrões de carros presos na semana passada após assaltarem e manter um produtor rural como refém, em Eldorado, município da região Cone Sul do Estado, em Mato Grosso do Sul.
O assalto aconteceu no final da manhã de sexta-feira, dia 4 de janeiro, quando a vítima, que reside em Campo Grande e estava em companhia de sua esposa, chegava a uma agência bancária abordo de uma caminhonete Toyota Hilux.
O produtor rural foi levado como refém pelos marginais e cerca de 10 minutos depois, segundo a Polícia Civil de Eldorado, que investiga o caso, a esposa da vítima conseguiu acionar a polícia informando o roubo.
Um cerco policial envolvendo as polícias Civil, Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi montado em toda a região e momentos depois os marginais acabaram abandonado a caminhonete na BR-163, na região do “Posto Fiscal Leão da Fronteira”, localidade que dá acesso ao estado do Paraná e a cidade paraguaia de Salto Del Guairá, capital do Departamento (Estado) de Canindeyú, já no município de Mundo Novo.
Segundo a Polícia Civil, o abandono ocorreu quando os marginais se depararam com uma barreira da PRF (Polícia Rodoviária Federal). O produtor rural, que havia sido levado pelos marginais na hora do assalto, havia sido abandonado às margens da mesma rodovia, cerca de um quilômetro antes do local do abandono da caminhonete.
Ladrões foram presos no Paraguai
Após abandonarem a caminhonete roubada na região do Leão da Fronteira, que fica a poucos metros da fronteira com o Paraguai, os assaltantes, ambos brasileiros, posteriormente identificados como Delcimar Mendes da Silva, de 22 anos, natural de Minas Gerais e Wesley Ferreira dos Santos, de 26 anos, natural do estado do Paraná, acabaram presos pela Polícia Nacional do Paraguai ao adentrarem naquele país.
Ao tomar conhecimento que a dupla havia sido presa no país vizinho, o delegado titular de Polícia Civil de Eldorado, Dr. Claudineis Galinari, entrou em contato com o comando da polícia paraguaia que, em uma atitude de cooperação, que vem sendo desenvolvida, principalmente naquela região da fronteira entre os dois países, se prontificou a entregar os acusados para serem autuados em flagrante por roubo e responderem pela ação criminosa praticada no Brasil perante a Justiça brasileira, já que os dois, segundo a polícia, estavam residindo de forma ilegal em território paraguaio e sem nenhuma documentação que assegurasse suas permanências naquele país.
Fiscalia negou extradição
Diante da disposição da polícia paraguaia em entregar os marginais, segundo a Polícia Civil de Eldorado, reconhecidos por vítimas como autores de vários roubos de veículos ocorridos do lado brasileiro da fronteira, no Cone do Estado, em Mato Grosso do Sul, o delegado responsável pelas investigações do caso, Dr. Claudineis Galinari, oficializou a Chefatura da Polícia Nacional de Salto Del Guayrá e o comissário principal da Polícia Nacional do Paraguai no Departamento de Canindeyú, Atílio Ferreira, que deram o aval pela entre dos acusados a polícia brasileira, mas o Ministério Público (Fiscalia), de Salto Del Guairá interveio na questão e negou a liberação dos assaltantes brasileiros à polícia Civil.
A alegação do “fiscal”, equivalente a um promotor de justiça no Brasil, para indeferir a entrega dos acusados, segundo a policia brasileira, é que Delcimar Mendes e Wesley Ferreira tem familiares residindo no Paraguai.
Segundo a polícia, de fato dos dois acusados teriam familiares residindo naquele país, mas como eles, estariam morando no Paraguai de forma clandestina, como a dupla presa.
Como o crime de roubo praticado pela dupla ocorreu no Brasil e não no Paraguai, os acusados não transgrediram a legislação daquele país, exceto no que diz respeito a clandestinidade e podem ser soltos, apesar das autoridades brasileiras ainda trabalharem no sentido de conseguir a extradição da dupla.
Acusados pertencem a quadrilha, diz polícia
Levantamentos realizados pela Polícia Civil brasileira indicam, segundo o delegado, Dr. Claudineis Galinari, que os acusados, Wesley Ferreira e Delcimar Mendes são integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de carros que vem agindo com freqüência em vários municípios da região Cone Sul.
Segundo a polícia, o mesmo grupo seria o responsável por vários roubos de veículos ocorridos no mês passado na cidade de Iguatemi.
No último deles, ocorrido no dia 28 de dezembro, após manterem três pessoas como reféns, os marginais levaram dois veículos e diversos objetos de uma residência. Na ocasião um dos assaltantes acabou preso.
De acordo com a polícia, os veículos roubados no Brasil possivelmente são repassados a receptadores baseados na própria cidade de Salto Del Guairá e naquela região do Paraguai.
Vídeo para reconhecimento por voz
A Polícia Civil de Eldorado divulgou essa semana, um vídeo com uma breve entrevista com os dois acusados gravado horas após a prisão no Paraguai.
Veja o vídeo aqui:
O objetivo da divulgação, segundo a PC, é possibilitar que vítimas da suposta quadrilha consigam reconhecer alguns dos marginais pelo tom de voz, já que durante os assaltos os marginais geralmente usam capuz ou repreendem as vítimas para não olharem em seus rostos.
Fonte: A Gazeta News

About the Author

Posted by JORNAL EDUCADORA on segunda-feira, janeiro 07, 2013. Filed under , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. Feel free to leave a response

By JORNAL EDUCADORA on segunda-feira, janeiro 07, 2013. Filed under , , . Follow any responses to the RSS 2.0. Leave a response

0 comentários for "MP paraguaio nega extradição de assaltantes brasileiros"

Leave a reply

DESTAQUE

Salatiel Solicita a Estado a Volta da Emissão de Carteira de Identidade no Município

Vereador Salatiel da Radio no Gabinete da Vice-Governadora Rose Modesto O vereador Salatiel da Radio encaminhou oficio a Vice-Governado...

V Í D E O S

V Í D E O S
Juntos Por Sete Quedas - Salatiel Acompanha Operação Tapa Buraco Entre Sete Quedas e Tacuru

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO