POLICIA CIVIL DE SETE QUEDAS PRENDE ASSALTANTE QUE ATERRORIZAVA A CIDADE

Posted by salatiel | sábado, 19 de janeiro de 2013 | Posted in , , , ,


Investigadores da Polícia Civil de Sete Quedas, através do Setor de Investigações Gerais, chefiados pelo Delegado Rinaldo Gomes Moreira, prenderam na tarde desta sexta-feira Roberto Rosa Magalhães, 26 anos, co-autor em pelo menos três assaltos ocorridos no final do ano na cidade, fatos que aterrorizaram a cidade, fazendo diversas vítimas. No final do ano passado, três roubos à mão armada foram registrados na Polícia Civil, de Sete Quedas, o que vinham amedrontrando toda a cidade, que faz fronteira com o Paraguai, quando uma quadrilha, sempre com uso de armas de fogo faziam sua vítimas. O Primeiro roubo ocorreu no dia 20 de novembro, quando a vítima teve sua camionete e várias jóias roubadas, além de dinheiro e cheques. A segunda vítima foi assaltada em 20 de dezembro, quando os meliantes entraram na residência rendendo toda a família, inclusive crianças, na tentativa de subtrair uma camionete Hillux, fugindo da ação delituosa, e o terceiro caso foi registrado no dia 28 de dezembro, quando uma vítima também foi rendida pela quadrilha em sua casa, quando lhe roubaram jóias, dinheiro, aparelho de telefone celular, um veículo VW Golf e uma motocicleta.
A INVESTIGAÇÃO
Diante dos assaltos, a Polícia Civil passou a investigar os fatos, com empenho nas investigações, com entrevistas com as vitimas, além de colheita de informações que pudessem ajudar nas investigações, quando se chegou á conclusão de que se tratava na mesma maneira de agir em todos os casos. Através desta linha de investigação e com a prisão de outros assaltantes da região, restou a identificação de um dos participantes da quadrilha que residia em sete Quedas e que indicava as residências a serem assaltada e que era conhecido no meio policial como um dos suspeitos da co-autoria nos assaltos.
A PRISÃO
Diante de várias provas colhidas e informações passadas pelos investigadores de polícia, o delegado Rinaldo Moreira representou pela prisão preventiva de Roberto Rosa Magalhães, O "Robertinho" junto ao Poder Judiciário que, imediatamente decretou a prisão do investigado. Diante do mandado de prisão expedido pela Justiça foi determinada diligência para a localização e prisão de Roberto Rosa Magalhães que foi logo localizado pelos investigações, quando foi detido e preso pela Polícia Civil. Na Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas, após várias contradições  Roberto Rosa Magalhães confessou a co-autoria nos três assaltos ocorridos na cidade, detalhando a ação dos crimes e entregando seus comparsas. Preso na DP de Sete Quedas, a Polícia Civil, após esclarecer os três assaltos e prender um de seus meliantes, está á procurados dos demais acusados delatados por Roberto, bem como na tentativa de apreender os veículos e demais bens roubados, apesar de Sete Quedas estar na linha de fronteira e de Roberto ter alegado que os carros foram levados para o Paraguai. Com a prisão de Roberto Rosa Magalhães e do esclarecimento dos assaltos, a Polícia Civil espera que a cidade volte à sua tranquilidade.

Produtores de Iguatemi discutem impactos de área indígena

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in , , ,



Luana Ruiz Silva (EGÍDIO VIEIRA)
GIANI VIEIRA
Na noite desta terça feira, 15, aconteceu uma reunião aberta no plenário da Câmara Municipal de Iguatemi a convite da Associação Comercial e Industrial de Iguatemi, na pessoa de seu presidente Edmilson Domingues, para esclarecer a atual situação e possíveis impactos que os estudos antropológicos realizados pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) na questão de demarcação de terras indígenas causam a cidade de Iguatemi.

Esta reunião contou com a presença das advogadas Roseli Maria Ruiz e Luana Ruiz Silva que são pós-graduadas em antropologia, mestras em direito constitucional e pós-graduadas em arqueologia. Ambas acompanham o processo de demarcação no extremo sul do estado e apresentaram o mapa das terras demarcadas em Iguatemi,Tacurú e Amambai.

Somente em Iguatemi a área demarcada representa 14% do território do município, ou seja, 41,5 mil hectares, e através de vídeos apresentaram os impactos sócio, econômicos e culturais da demarcação e criação da Reserva Raposa Serra do Sol no estado de Roraima.

Em Roraima a criação da reserva não garantiu aos índios uma melhora na qualidade de vida, pelo contrário, nos lixões da capital Boa Vista é fácil identificar índios tentando sobreviver com a coleta de materiais recicláveis.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Iguatemi, Hilário Parise, os fazendeiros contestam o estudo da FUNAI levando em conta o marco temporal que fixa a data de 05 de outubro de 1988 como limite para reconhecimento de um determinado espaço geográfico por qualquer etnia, mas caso chegue a ser reconhecida a área como indígena, eles vão lutar para receber além do valor de mercado da terra também pelas benfeitorias feitas, que em alguns casos chegam a 10% do valor da propriedade. Ele lembrou ainda que os fazendeiros são os legítimos donos destas terras, pois as adquiriram diretamente da união ou de ex-proprietários que as adquiriram da união e tem suas matrículas registradas antes mesmo da constituição de 1988.

O presidente da câmara de vereadores, Jesus Milane de Santana, falou das incertezas sobre o impacto econômico que a possível criação de áreas indígenas em Iguatemi causaria, e propôs uma audiência pública para debater com a população esta questão.

O prefeito Zé Roberto, clamou por união de todas as classes e entidades organizadas da sociedade iguatemiense para lutar pelo que for melhor para acidade. E disse ainda que, caso venha a ser criada uma reserva indígena em Iguatemi, que os fazendeiros sejam indenizados de forma plena por cada propriedade.

Para o presidente da ACINI, Edmilson Domingues, os comerciantes precisam se inteirar desse processo, pois todos de alguma forma serão afetados por mudanças caso o estudo da FUNAI seja homologado.

Todos foram unânimes em afirmar que são a favor de políticas que resgatem a dignidade do povo indígena e da preservação de suas culturas, mas temem que a exemplo da Reserva Raposa Serra do Sol, mais terras para os índios não signifiquem garantia dessa dignidade.

Outros eventos como este acontecerão em Iguatemi, para colocar a população a par do processo que, caso vire uma realidade, será sentido por toda a população de Iguatemi.



Fonte: Sulnews

Índios de Paranhos terão casas populares

Posted by JORNAL EDUCADORA | | Posted in , , ,



Prefeito e líderes indígenas (DIVULGAÇÃO)
Uma verdadeira revolução para a habitação indígena. Em Paranhos, a comunidade guarani deve ganhar casas populares. Foi isso que o prefeito Julio Cesar de Souza (PDT) prometeu às lideranças indígenas com as quais se reuniu recentemente.

O líder branco e os líderes indígenas trataram do assunto diante da inexistências nas aldeias do município e de um programa para dar atenção à comunidade neste setor. "Os nossos irmãos indígenas ressentem-se com a falta de moradias dignas. Durante a nossa administração os problemas das aldeias de Paranhos serão encarados com seriedade e resolvidos sempre que houver uma solução", assegurou o prefeito Julio Cesar.

Julio César garantiu que na questão de moradias a solução deve acontecer o mais rápido do que se espera. Ele afirmou que irá buscar aparceria com o Governo Federal para realizar esta obra. "Existem recursos que poderão ser utilizados e já mantivemos contato em Brasília para agilizar a liberação de verbas", destacou.




Fonte: Sulnews

André anuncia 300 ônibus para a Educação no Estado

Posted by salatiel | | Posted in , ,


Governador destacou arrecadação do ICMS em palestra para prefeitos. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Aos 78 dos 79 prefeitos dos municípios de Mato Grosso do Sul, Puccinelli deu a notícia de que 170 ônibus já estavam estacionados no pátio e outros 130 veículos vão chegar para atender o transporte escolar. A questão preocupa os administradores, que pediram aumento de repasse. O único ausente na reunião foi o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB). O governador não detalhou a fonte de recurso nem o total investido.
O anúncio foi bem recebido pelo prefeito de Taquarussu, Roberto Tavares Almeida (PSDB), que começa o ano com o desafio de administrar um município endividado e ônibus sucateados. “As dívidas chegam a R$ 2 milhões e o orçamento é de R$ 9 milhões. Os ônibus estão sucateados”, relata. O transporte escolar no município conta com oito veículos. A exemplo de outros colega, ele aproveitou a presença de Puccinelli para pedir ajuda.
Na cidade, uma das situações mais delicadas é quanto à Saúde. O médico responsável pelo PSF (Programa de Saúde da Família) ficou doente e a prefeitura teve que contratar profissionais de Nova Andradina. O prefeito quer ajuda do governo para reaparelhar o hospital municipal.
Destacando os números de arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), o governador pediu apoio para combate à sonegação. “Vocês são os nossos parceiros, quero ajuda para combater os sonegadores”, enfatiza Puccinelli.
A arrecadação do imposto cresceu 80% de 2007 a 2012, passando de R$ 726 milhões para R$ 1,3 bilhão. “Se não fosse isso, a situação nos municípios teria se agravado”, pondera o governador, ao recordar as crises econômicas no período.
Até 2014, o governo fará investimentos de R$ 1,2 bilhão. Do total, R$ R$ 733 milhões vêm de financiamento com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o restante de empréstimos já disponíveis.
Puccinelli defendeu a concessão de incentivos fiscais para atrair empresas, como o desconto de 90% do ICMS por 20 anos. “Os empregos gerados já valem a pena”, afirma. De 2007 a 2012, os benefíciosforam ofertados a 226 empresas, que investiram R$ 29 bilhões e geraram 85 mil empregos.
O governo também agiliza as licenças operacionais, implanta infraestrutura e disponibiliza área para instalação. Inaugurada em dezembro de 2012, a Eldorado Brasil Celulose gerou 2.500 empregos na primeira etapa. A maior indústria de celulose em linha única do mundo funciona em Três Lagoas.
Mestre de cerimônia – O governador apresentou os secretários estaduais e parlamentares aos prefeitos, além de se comprometer a administrar sem fazer distinção de partido. “É um governo para todos”, declarou na abertura do seminário.
Sobre deputados e senadores, Puccinelli destacou que eles são importantes na obtenção de recursos para os município. No caso do Estado, lembrou que cada deputado estadual pode indicar até R$ 800 mil em emendas para saúde e educação.

OUÇA A RÁDIO AO VIVO

DESTAQUE

Atendendo Salatiel, Prefeitura Faz Manutenção de Ruas da Área Industrial

A prefeitura Municipal de Sete Quedas realizou o patrolamento das ruas que dão acesso aos lotes da Área Industrial do município. ...

V Í D E O S

V Í D E O S
EM ENTREVISTA AO PORTAL GIBA NOTICIAS SALATIEL APRESENTA PROPOSTAS PARA SETE QUEDAS

Noticias de Sete Quedas e Região

Tecnologia do Blogger.

    ARQUIVO